ACQUAMARINA
Flores — Açores

Green Globe

Prémio Green Globe

TURISMO SUSTENTÁVEL

via www.seabreeze.travel

Em pleno centro de Santa Cruz das Flores, mesmo junto à zona balnear Porto Velho, antigo porto pesqueiro, a apenas 20 metros do mar e a 300 metros do aeroporto,
a hospedaria Acquamarina oferece uma opção confortável, económica
e despretensiosa de estadia.
Num edifício recentemente construído, os quartos, amplos e equipados com casas de banho privativas, têm uma vista lateral para o mar ou para o Monte das Cruzes. No exterior, um terraço ajardinado e soalheiro proporciona momentos de relaxamento
ao som das ondas do mar.
A loja de souvenirs é uma excelente opção para fazer compras com toda a comodidade. 

 

1/6

QUARTOS

Muito amplos e arejados, os quartos são equipados com casa de banho privativa, televisão e internet. As camas podem ser individuais ou de casal e, mediante solicitação, pode fornecer-se cama extra. Os quartos são com vista lateral para o mar ou para
o Monte das Cruzes.

Pequeno-almoço
Oferta de um voucher para descontar num café/bar
 perto da hospedaria.
Oferta de boas-vindas
(água e biscoitos artesanais) no quarto.

Serviço de limpeza

A limpeza dos quartos
e WCs é feita diariamente. Em estadias longas, a roupa de cama é substituída com regularidade. 

WC privativo
Equipado com secador
de cabelo e produtos de higiene. As toalhas são substituídas diariamente.

Jardim
Um espaço de lazer para banhos de sol, tomar uma bebida ou socializar com outros hóspedes. 

Aquecimento
Para tornar o ambiente acolhedor nos dias mais frescos de Inverno.

Internet & TV
Para se manter em contacto com o mundo.
A password é fornecida
no check-in.

Estacionamento ​Público
De acesso fácil, a cerca de 30 metros da hospedaria.

 

A ILHA DAS FLORES
Integrada no Grupo Ocidental do arquipélago dos Açores,
a ilha das Flores é o extremo mais ocidental da Europa.
Um pedaço de terra com cerca de 140 km2, onde a origem vulcânica é responsável pela paisagem repleta de montanhas, crateras, lagoas, ribeiras e quedas de água, adornadas por uma vegetação intensa, rica em flores coloridas. Descoberta por volta de 1452 pelo navegador Diogo de Teive, apenas foi povoada com sucesso em 1508. 
Durante os séculos XVI e XVII a ilha constitui um importante ponto estratégico de apoio aos navios portugueses
e espanhóis oriundos do Oriente e das Américas, o que lhe valeu um constante assédio por parte de piratas e corsários. Em meados do século XVIII, o contacto com as armadas baleeiras inglesas e norte-americanas, leva à criação
de importantes bases de caça ao cachalote, que laboraram até finais do século XX.
Hoje, o Turismo é um dos pontos fortes desta ilha
cada vez mais procurada para actividades de exploração
da Natureza. 

 

O QUE FAZER?

Monumentos & Museus
Várias igrejas (destaque para
as da Nª Sra. de Lurdes, Nª Sra.
da Conceição e Nª Sra. do Rosário); Museu das Flores, Museu da Fábrica da Baleia do Boqueirão. 

Património Natural
Poço do Bacalhau, as sete lagoas, Rocha dos Bordões, Morro Alto, Pico dos Sete Pés.

Passeios na Natureza
Pedestres e em bicicleta/BTT
por trilhos lineares ou circulares, com diferentes distâncias e níveis de dificuldade.

Banhos de Mar
O prazer de mergulhar no grande oceano é incontornável na praia da Fajã Grande e nas piscinas naturais de Santa Cruz
das Flores. 

Actividades Naúticas
Canoagem, Kayaking, Canyoning, latismo, mergulho, pesca desportiva e surf. 

Observação de Aves
Esta ilha tem particular interesse para a observação de passeriformes americanos,
para além de espécies mais comuns como aves marinhas, milhafres ou cagarros.

© Acquamarina 2019 | By Revelamos | Photo: Nuno Antunes ©